domingo, agosto 06, 2006

onqotô

do caos não há,
tudo o que ali é
movimento con-
vergem, vergas de
marias, em ordem.

antes do nada, a
partida. partilha
do branco e do negro
do vermelho e vinho,
corpos.

bere'shith': o nome
tornado matéria negra,
músculos oleosos ou
bicho que se forma
matéria homem.

tudo brusco, com os
pés, consona o único
verso: melodia de timbres
Klangbarbenmelodie.
em grafite - outra forma
do diamante - as tiras de-
limitam a matéria da dança.

anterioriza o tudo material
em apenas movimento. inútil
bibelô de inanção sonora:
styx, pytx, ix. o nascimento
se faz, cópula de corpos: feminino
feminino masculino feminino.

enquanto isso, explode -
as tiras em movimento -
o som reverberado dum
aedo provençal que faz
da dança um só isso.

6 comentários:

b.amaro disse...

Pronqovô?

piero eyben disse...

pronto vôo...

b.amaro disse...

vôo
pr
onto

piero eyben disse...

ontos
on
pro
- barulho
de vento:
no heles-
ponto -

Anônimo disse...

Quer pouco: terás tudo
Quer nada: serás livre (R.Reis).

Quando começa o curso de ontologia do nada hem?

olimpia

piero eyben disse...

quando do nada,
tudo puder ser
negado; faremos
linhas em desa-
linho ou seda.